Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Em um ano de gestão do governador Wanderlei Barbosa, a Saúde triplicou as cirurgias eletivas, entregou equipamentos, ampliou leitos de UTIs, tocou obras, implantou novos serviços e manteve os repasses para municípios e o pagamento de fornecedores em dia.

 

Sob um olhar estratégico, a Saúde tocantinense passou por uma revolução nestes 365 dias de gestão do governador Wanderlei Barbosa. De outubro de 2021 até a primeira quinzena de outubro deste ano, foram realizados, nos 17 hospitais estaduais, cerca de 2,1 milhões de atendimentos ambulatoriais, consultas e atendimentos de urgência e mais de 8,6 mil cirurgias eletivas. A Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins (SES-TO) triplicou a realização de cirurgias eletivas, entregou equipamentos, implantou novos serviços, ampliou leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e manteve os repasses aos municípios em dia.

Para a realização dos atendimentos e a ampliação do número de cirurgias eletivas, a SES-TO adquiriu 10.644 equipamentos de baixa, média e alta complexidade como: aparelho de ultrassom, anestesia, mesa cirúrgica, arcos cirúrgicos, monitores, berços, poltronas, ar-condicionado, suporte para soro, raio-x, cadeiras de rodas, biombo e outros. Essas ações foram bancadas por um investimento superior a R$ 13,8 milhões.

O secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva, destaca as parcerias com as prefeituras para manutenção dos hospitais municipais, que já receberam recursos na ordem de R$ 11 milhões. O titular da pasta enumera algumas ações que atendem o projeto do Governador para a área da saúde. “As mais de 8 mil cirurgias eletivas são frutos de um planejamento conjunto da Secretaria, em parceria com os municípios. Seguimos com o programa Opera Tocantins. Além disso, contratamos empresas privadas, por meio de credenciamento, para atender especificamente a ortopedia. Cuidar do cidadão é uma determinação do governador Wanderlei Barbosa e é isso que estamos fazendo”, enfatiza.

Leitos de UTI

O Estado também deu um salto na oferta dos leitos de tratamento intensivo. A quantidade de UTIs cresceu de 88 leitos adultos para 175, um aumento de 98%. Já o número de UTIs pediátricas – infantil e neonatal – subiu de 72 para 99, um crescimento de 37%.

Dos leitos entregues, o destaque foi para os 10 instalados no Hospital Regional de Augustinópolis (HRAUG), fato que mudou a realidade da população da região do Bico do Papagaio que, em mais de 30 anos de Tocantins, não tinha o serviço. “Eu nem tenho palavras para expressar minha gratidão por tudo que fizeram por mim neste hospital. Graças a Deus ocorreu tudo bem com minha cirurgia e estou indo muito bem no processo de recuperação”, afirma João Dimas Santos, paciente que realizou cirurgia neurológica no local.

Repasses aos municípios

Outro trabalho regular da SES-TO é o repasse para os municípios. Somente este ano, foram destinados mais de R$ 33 milhões para a Assistência Básica de Saúde, Pronto-Atendimentos, Unidades Básicas de Saúde, Farmácias Básicas, Centros de Atenção Psicossocial e outros. “São investimentos na saúde do cidadão para que ele seja atendido perto da sua localidade, garantindo um acompanhamento médico e familiar, que promova sua recuperação de maneira mais rápida”, reforça o secretário Afonso Piva.

Mais serviços

Saúde não é só hospital. Uma grande equipe trabalha em diversas frentes para prevenção e controle de doenças, vigilância, fiscalização e distribuição de medicamentos. A Assistência Farmacêutica Estadual, por exemplo, fez a dispensação de quase 2 milhões de medicamentos de média e alta complexidade, totalmente gratuitos, em quatro centrais de distribuição no Estado (Gurupi, Palmas, Araguaína e Porto Nacional).

A Ouvidoria, canal aberto com o cidadão, recebeu 1.477 demandas. A Superintendência Jurídica da pasta trabalhou em aproximadamente 10 mil processos e a Superintendência de Licitação realizou 414 processos licitatórios, que resultaram em diversos produtos entregues para a população.

A Vigilância em Saúde distribuiu cerca de 2,5 milhões de doses de vacinas, além de soros e imunoglobulinas aos 139 municípios. O Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (Lacen-TO) fez mais de 237 mil exames laboratoriais nas unidades de Palmas e Araguaína.

No mesmo período, foram implantados três novos serviços no Lacen-TO: o Laboratório de Sequenciamento Genético, o Núcleo de Vigilância Genômica – para monitoramento o comportamento de mutações genéticas do vírus SARS-CoV-2 no Tocantins, nos 139 municípios -, e o Laboratório de Citologia do Tipo I, com exames de rastreamento do câncer do colo do útero dos 57 municípios que compõem a macrorregião norte do Tocantins.

Obras

No último ano, as obras seguiram de norte a sul do Estado. Na região norte, Araguaína terá um novo hospital geral, com 400 leitos, previsão de entrega do ambulatório ainda este ano e novo centro de tratamento oncológico com 99% da obra executada, que irá ampliar os leitos de quimioterapia e outros serviços em oncologia para a região. Na região do Bico do Papagaio, o HRAUG já recebeu 10 leitos de UTI adulta e segue com obras da Maternidade e Centro de Parto Normal.

Na região central, o Hospital Regional de Porto Nacional recebeu 10 leitos UTI e passou por reforma e ampliações. Em Paraíso do Tocantins, o Hospital Regional está em obras para a entrega de mais 10 leitos de UTI e mais sete leitos de enfermaria. Já em Miracema, o Hospital Regional acaba de receber as obras da lavanderia, cozinha e refeitório e iniciará a construção de 10 leitos de UTI.

Em Palmas, o Hospital Geral segue em obras de ampliação, que compreendem 54 novos leitos de Pronto-Socorro e mais 80 leitos de UTI. E na região sul, os projetos do Hospital Geral de Gurupi (HGG) passam por readequação para retomada das obras.

Credibilidade

As ações e a continuidade dos serviços só foram possíveis após os ajustes das contas públicas e o pagamento em dia dos fornecedores. A SES-TO destaca que, nos últimos 12 meses, foram pagos mais de R$ 998 milhões para os fornecedores do órgão, o que é mais um indicativo da responsabilidade da gestão com o planejamento e a execução orçamentária para as demandas da área de saúde do Estado do Tocantins.

 

Laiany Alves/Governo do Tocantins

.

Anúncios

Recentes