Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Segundo IBGE, redução é de 45,12% em relação ao terceiro trimestre de 2021.

 

 

O Estado do Tocantins registrou uma queda de 45,12% no número de desocupados no terceiro trimestre de 2022, em relação ao mesmo período do ano anterior. É a sétima menor taxa entre os estados brasileiros com 5,6 e Palmas é a terceira entre as capitais, atrás somente de Goiânia (GO) e Boa Vista (RR), com 5,1.

Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foram divulgados na última quinta-feira, 17, e indicam ainda uma variação positiva de 10,95% nos índices da População Ocupada, também em relação ao ano anterior.

Os números registram que a população desocupada, que era de 82 mil no terceiro trimestre de 2021, diminuiu em 37 mil, caindo para 45 mil desocupados no terceiro trimestre de 2022. Já a população ocupada no Estado passou de 676 mil para 750 mil, com um acréscimo de 74 mil trabalhadores.

O governador Wanderlei Barbosa aponta que os últimos dados, tanto da Pnad quanto do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), revelam uma franca recuperação da economia do Tocantins. “Temos realizado inúmeros esforços para fortalecer nossa economia e contribuir para a geração de emprego. O cenário no Tocantins é promissor e queremos que esses números positivos se traduzam em melhorias das condições de vida para nossa população”, afirmou Wanderlei Barbosa.

Vale lembrar que, para o IBGE, população economicamente ativa é aquela empregada ou que possui condições de trabalhar e que realiza algum esforço para isso (desempregada a procura de emprego). A população ocupada refere-se aos que possuem algum ofício em um período de referência, sendo esse ofício remunerado, não remunerado, por conta própria ou como um empregador; e a população desocupada é o grupo de pessoas que não possuem emprego e que estão aptas a trabalhar, tendo realizado algum mínimo esforço para tal.

Em relação ao segundo trimestre de 2022

Ao comparar os dados com o quadro do segundo trimestre de 2022, percebe-se que a população ocupada aumentou de 740 mil para 750 mil trabalhadores, são 10 mil trabalhadores a mais de um trimestre para outro. 

O titular da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), Zorivan Monteiro, ressalta que os números divulgados na Pnad são positivos e “refletem os inúmeros esforços do Governo do Tocantins em apoiar e incentivar as empresas por meio de incentivos fiscais aprovados pelo CDE [Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico], proporcionando o crescimento da classe empresarial e fortalecendo a economia do Estado. Destacamos também as capacitações e as orientações aos trabalhadores por meio do Sine [Sistema Nacional de Emprego] gerido pela Setas. Ressaltamos que são disponibilizadas diariamente, em suas 11 unidades estaduais, 800 vagas de emprego”.

Características da população ocupada no Tocantins

A população ocupada no Tocantins totaliza 750 mil pessoas e os trabalhadores por conta própria representam 24%, o que corresponde a 183 mil pessoas. Os empregados no setor público constituem 23% e representam 170 mil desses trabalhadores. Os profissionais no setor privado com carteira assinada são 23% e correspondem a 182 mil pessoas; e sem carteira assinada totalizam 127 mil, com 17%. Já os empregadores são 4% e somam 27 mil pessoas, e o trabalhador familiar constitui 1%, com 8 mil indivíduos.

Pnad Contínua

A Pnad Contínua é uma pesquisa por amostra probabilística de domicílios, de abrangência nacional, planejada para atender a diversos propósitos. Visa produzir informações básicas para o estudo do desenvolvimento socioeconômico do País e permite a investigação contínua de indicadores sobre trabalho e rendimento.

 

Cláudio Duarte/Governo do Tocantins

Anúncios

Recentes