Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Suspeita pode ter feito muito mais vítimas além dos casos que já são investigados pela PC.

Na manhã da última quinta-feira, 8, a Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por meio de investigações realizadas pela 66ª Delegacia de Miranorte, efetuou a prisão de uma mulher de 32 anos, a qual é suspeita de praticar uma série de furtos contra idosos, naquele município.

De acordo com o delegado-chefe da 66ª DP, Pedro Henrique Felix Bernardes, a prisão em flagrante da autora ocorreu após um caso, em que um casal de idosos, com problemas de visão, teve um aparelho celular e uma bolsa com documentos e dinheiro, furtados pela suspeita, que teria entrado na residência das vítimas sem ser percebida.

“As investigações da Polícia Civil revelaram que a mulher já teria praticado ao menos 14 furtos em Miranorte, sempre se utilizando do mesmo estratagema, ou seja, ela batia na porta de um idoso ou casal de idosos e pedia um copo com água. Porém, ao ter acesso ao interior do imóvel, a suspeita furtava dinheiro, aparelho celular, bem como, outros pertences de valor”, explicou a autoridade policial.

As investigações da Polícia Civil apontaram ainda que a mulher também oferecia programas sexuais para idosos na faixa de 70 a 80 anos, que moravam sozinhos, mas uma vez dentro da casa, e após finalizar o ato, ela pegava o dinheiro combinado e ainda furtava celulares, outros valores e o que mais de valor encontrasse na residência, fugindo em seguida.

“Após tomar conhecimento de que a mesma mulher tinha furtado um casal de idosos, na última quarta-feira, 7, os policiais civis da 66ª intensificaram as diligências e encontraram a mulher, ainda de posse do aparelho celular dos idosos, o qual já estava sendo usado por ela como dispositivo pessoal”, disse o delegado.

Após ser presa, a mulher foi conduzida até a sede da delegacia, onde foi autuada em flagrante por furto qualificado. Em seguida, após a realização das providências legais cabíveis, ela foi encaminhada à custódia do Sistema Prisional e permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Conforme o delegado Pedro Henrique, a prisão da investigada coloca um ponto final em uma série de furtos que estavam sendo cometidos contra idosos, em Miranorte. “A prisão da suspeita é de grande relevância, pois além dos 14 furtos já confirmados e investigados pela Polícia Civil, ela é suspeita de ter cometido muitos outros delitos, sempre se utilizando do mesmo modus operandi”, ressaltou a autoridade policial.

Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins

Anúncios

Recentes