Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Durante a prisão, o suspeito estava com a arma utilizada no crime, a qual também foi apreendida.

Policiais civis da 3ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa – 3ª DHPP de Gurupi, coordenados pelo delegado Joadelson Rodrigues Albuquerque prenderam, na tarde desta terça-feira, 13, naquela cidade, um homem de 37 anos pela prática do crime de homicídio e também posse ilegal de arma de fogo.

A prisão ocorreu durante mais uma etapa da operação Hórus, que está sendo realizada no município do Sul do Estado, quando os policiais civis da 3ª DHPP realizavam diligências, no sentido de esclarecer um homicídio, que vitimou um jovem de 18 anos. O rapaz havia sido baleado no último sábado, 10, e veio a óbito na madrugada desta terça-feira, após ficar internado no Hospital Regional de Gurupi, onde tratava de um ferimento à bala que lhe atingiu a virilha esquerda.

“As equipes da 3ª DHPP estavam mobilizadas e em diligências para esclarecer o crime, com apoio de policiais que estão empenhados na operação Hórus, quando recebemos informações sobre a autoria do crime. De imediato, partimos para a residência do suspeito, o qual demonstrou muito nervosismo ao perceber a chegada dos policiais”, disse o delegado.

Inicialmente, o indivíduo negou participação ou qualquer tipo de envolvimento com o homicídio, porém, as investigações da PC-TO apontavam que, de fato, o crime teria ocorrido na rua em frente a residência do homem. Questionado mais uma vez, o investigado acabou confessando o homicídio, momento em que os policiais civis descobriram uma arma de fogo envolta em uma camisa que estava atrás da geladeira.

“Trata-se de uma arma de fabricação caseira, calibre 38, que o suspeito utilizou para matar a vítima”, explica o delegado Joadelson. O investigado disse aos policiais que teria assassinado a vítima, pois estava sendo constantemente intimidado e agredido pelo jovem, de quem ele supostamente comprava drogas.

“No dia dos fatos, ou seja, sábado, por volta das 21h30, vítima e autor se encontraram novamente, uma vez que o autor estava passando em frente a residência do investigado. Momento em que o suspeito falou que, mais uma vez, foi agredido pela vítima e que, em um momento de tensão, correu para dentro de sua residência e efetuou um único disparo que atingiu a virilha esquerda da vítima, que ainda tentou correr. O jovem foi socorrido, ficou alguns dias internado, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu na madrugada de hoje”, frisou a autoridade policial.

Diante dos fatos, o homem foi autuado por homicídio e também por posse ilegal de arma de fogo, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, ele foi encaminhado a Unidade Penal de Gurupi, onde ficará à disposição da Justiça. Segundo o delegado Joadelson, a prisão do principal suspeito pelo homicídio reforça o comprometimento da Polícia Civil com a elucidação de todo e qualquer tipo de crime no Tocantins.

“Estamos diante de um crime grave, que vitimou um jovem de apenas 18 anos e em circunstâncias que ainda precisam ser totalmente esclarecidas, pois o autor contou sua versão dos fatos, mas somente com o aprofundamento das investigações poderemos afirmar com certeza qual foi a motivação para o homicídio. No entanto, o autor já se encontra preso e à disposição do Poder Judiciário”, disse a autoridade policial.

Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins

Anúncios

Recentes