Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

A prisão ocorreu em Araguaína, onde o homem se escondia na casa de parentes.

 

Com mandado de prisão preventiva em aberto, um homem de 36 anos, foragido da Justiça do Distrito Federal, foi preso na tarde desta quarta-feira, 18, em Araguaína. O homem é acusado de ter cometido o crime de feminicídio há pouco mais de um mês, no dia 14 de dezembro de 2022, no bairro Araponga, em Planaltina (DF). A vítima, uma suposta namorada, foi estrangulada até a morte.

As investigações coordenadas pela Polícia Civil do DF iniciaram logo após o crime, até que os policiais localizaram o suspeito em Araguaína, escondido na casa de parentes. A partir daí acionaram a Polícia Civil do Tocantins e em uma ação conjunta entre as duas forças, o homem foi preso na tarde desta quarta-feira.

 

“A ação conjunta e integrada foi fundamental para o êxito da operação e para a resposta à sociedade no que se refere a um crime tão grave”, pontuou o delegado Bernardo Pinto, que participou da prisão e prestou apoio em toda a operação, fazendo a intermediação entre as equipes de Araguaína e do DF.

 

O agente de polícia – classe especial da PCDF, Adonias Ximenes, que é referência na investigação de homicídios, também destacou a importância do trabalho conjunto para o êxito da operação. “O trabalho de investigação se iniciou na 31ª DP de Planaltina, em seguida foi feito contato com a PCTO, cujo apoio foi fundamental para o sucesso da operação. Isso demonstra a importância da atuação conjunta das polícias judiciárias. Agentes, escrivães, delegados, enfim, todos policiais civis envolvidos foram de fundamental importância”, destacou o agente Ximenes.

 

A operação contou com a participação de mais três policiais do DF, entre eles, o delegado Brunno Oliveira e Silva. Além da delegada regional de Araguaína, Ana Maria Varjal, e do delegado da 2ª DHPP, Adriano de Aguiar Carvalho, com suas respectivas equipes.

O preso foi conduzido à Casa de Prisão Provisória de Araguaína, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário do Estado de Goiás, que decidirá sobre o recambiamento do mesmo.

Vania Machado/Governo do Tocantins

Governo do Estado do Tocantins

Anúncios

Recentes