Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Essa é a primeira vez que uma ação de saúde com a oferta de exames especializados é promovida abrangendo as quatro unidades penais femininas do Tocantins em conjunto.

 

Com intuito de garantir assistência integral às privadas de liberdade e atuar de maneira preventiva, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), em parceria com o Hospital de Amor de Palmas, promoveu a realização de exames de mamografias nesta terça-feira, 22, para custodiadas das quatro unidades penais femininas do Estado. Ao todo, 24 mulheres privadas de liberdade, que fazem parte da faixa etária recomendada, foram levadas para realização da ação, os exames foram ofertados no próprio hospital e acompanhados por policiais penais e analistas da Pasta.

 

O secretário de Estado da Cidadania e Justiça, Deusiano Amorim, comemorou a realização da ação e reforçou o empenho para a garantia de assistência à saúde em todo o Sistema Penal do Estado. “Participo desta ação com muita satisfação pois é a primeira vez que realizamos a oferta de mamografias beneficiando todas as mulheres na faixa etária prevista custodiadas nas quatro unidades penais femininas. Sabemos das dificuldades de garantir o acesso integral à saúde, especialmente em exames muito específicos, mas graças ao esforço conjunto dos nossos servidores e parcerias como esta junto ao Hospital do Amor, conseguimos em um dia só atender as demandas das custodiadas de todo o Estado, tendo um trabalho de prevenção ao câncer de mama e detecção precoce do câncer”, ressaltou o gestor da Pasta, agradecendo a todos os envolvidos na ação.

 

A supervisora administrativa do Hospital do Amor, Sandra Voltan Ruza, ressaltou que o principal intuito da ação é possibilitar que o acesso das mulheres ao exame seja facilitado. “Temos o objetivo de facilitar o acesso de todas as mulheres a realizarem os exames preventivos para detecção precoce de câncer de mama e colo de útero, esse é o projeto aqui da prevenção do Hospital do Amor. Visto isso, nós fazemos todos os complementos até o diagnóstico final, caso seja feito algum diagnóstico positivo, a gente encaminha as pacientes para alta complexidade do Estado do Tocantins”, explicou.

 

Atendimentos

A ação, promovida pela Gerência de Assistência de saúde do Preso e Egresso, por meio do programa Mais Reintegração, foi voltada às mulheres das unidades penais femininas de Palmas, Miranorte, Ananás e Talismã que compõem ou estão próximas à faixa etária indicada para realização da mamografia. Além da mamografia, algumas custodiadas foram encaminhadas também para realização de outros exames, como a ultrassonografia, conforme indicação médica.

 

O superintendente de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional, Rogério Gomes, explica que é um desafio realizar ações de assistência à saúde como essa. “A garantia de saúde da mulher em contexto de cárcere é um desafio, principalmente em relação aos exames de maior complexidade. Muitas dessas mulheres nunca realizaram o exame, por isso, essa ação de hoje representa um grande passo na garantia da assistência integral prevista na Lei de Execução Penal”, afirmou.

Para a custodiada, M.P.S, de 42 anos, a realização do exame é uma forma de cuidar da sua saúde de maneira preventiva. “Eu acho muito importante esse exame, porque vai ajudar na minha saúde, mesmo que eu não tenha sentido nada, preciso me cuidar”, contou.

Na ocasião, o secretário da Cidadania e Justiça, Deusiano Amorim, também conheceu as instalações do Hospital do Amor de Palmas, assim como os projetos realizados no local. Além dos exames, as custodiadas também receberam a doação de 27 de bíblias, doadas pela Igreja Apostólica Nova Aliança (IANA).

Anúncios

Recentes