Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

A operação cumpriu ordens judiciais em seis estados brasileiros.

 

 

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 1ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC) e do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE), cumpriu na manhã desta quarta-feira, 7, dois mandados de prisão em desfavor de empresários tocantinenses apontados como integrantes de uma organização criminosa interestadual de tráfico de drogas.

Os mandados foram cumpridos em apoio a operação Efialtes, deflagrada pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil de Mato Grosso que apurou a violação de lacres e troca de material entorpecente apreendido por policiais civis daquele estado.

O delegado Evaldo Gomes da DEIC Palmas destacou que os dois empresários, presos preventivamente nesta manhã, estão sendo investigados por participar da organização criminosa lavando o dinheiro oriundo da venda dessas drogas.

O delegado Higo Oliveira da Delegacia Municipal de Confresa, que participou das diligências em Palmas, destacou que a operação visa combater o crime dentro da própria Polícia Civil do Mato Grosso. “A operação apurou inicialmente o desvio de conduta de alguns policiais que violavam os lacres das drogas apreendidas em Mato Grosso e substituíam o material por gesso ou isopor”, informou.

O delegado Evaldo Gomes ressaltou também a integração das polícias no combate ao crime organizado. “Temos trabalhado diuturnamente na integração com polícias de outros Estados que fazem divisa com o Tocantins, como é o caso do Mato Grosso, porque o crime organizado desses estados também trocam informações e para combatê-los nós precisamos trabalhar juntos”, finalizou.

Operação Efialtes

A operação deflagrada em Mato Groso cumpriu 39 mandados de prisão preventiva, 59 buscas e apreensões, quatro ordens de suspensão de atividades econômicas de empresas utilizadas para realizar a lavagem de dinheiro, além do bloqueio de valores no montante de R$ 25 milhões, sequestro de 14 veículos e quatro imóveis e o bloqueio de contas bancárias dos investigados.

As ordens judiciais foram cumpridas nos estados de Mato Grosso, Rondônia, Piauí, Maranhão, Tocantins e Goiás.

A operação contou com a participação de mais de 300 policiais civis, sendo 270 da Polícia Civil de Mato Grosso e 30 dos outros estados, no cumprimento dos mandados.

Efialtes é uma referência ao personagem que se tornou célebre por trair a confiança do rei espartano Leônidas, em 480 a.C., ajudando o rei persa Xerxes, inimigo de Esparta, a encontrar um caminho alternativo no desfiladeiro das Termópilas, assim agindo, visando obter vantagem indevida (recompensa).

Laiane Vilanova/ Governo do Tocantins

Anúncios

Recentes