hora certa.

Ouça agora

Incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Tocantins atraem novos investimentos no setor industrial; confira casos de sucesso

Através do Pró-Indústria, empresas têm implantado unidades e ampliado negócios no Tocantins, gerando emprego e incentivando o desenvolvimento econômico sustentável do estado.

 

 

Celebrado anualmente no dia 25 de maio, a data do Dia da Indústria foi instituída para destacar a relevância do setor industrial na economia brasileira. No Tocantins, a Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (Sics) exerce função estratégica na atração de novos investimentos para o estado. Por meio de incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Tocantins, 213 empresas trouxeram seus negócios para o estado, ou ampliaram seus investimentos por aqui.

Segundo o secretário de Estado da Sics, Carlos Humberto Lima, nos anos de 2021 e 2022, 82 empresas do setor industrial foram beneficiadas por meio do Programa Pró-Indústria em 29 municípios tocantinenses, gerando mais de 7 mil empregos. “A Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços é a porta de entrada para empreendedores e investidores que pretendem trazer seus negócios para o Tocantins, ou expandir investimentos já realizados no estado. Os incentivos são concedidos após análise criteriosa dos projetos de viabilidade técnica apresentados pelas empresas ao Conselho de Desenvolvimento Econômico do Tocantins (CDE), visando a geração de emprego e renda e o desenvolvimento socioeconômico do Tocantins”, frisou.

Uma das empresas que conseguiu ampliar sua atividade industrial no estado graças aos incentivos fiscais foi a Ferrotec. Há dez anos no mercado, a empresa do setor de ferro e aço iniciou suas atividades como atacadista e conseguiu, graças aos incentivos fiscais, implantar a atividade industrial e abrir uma filial em Taquaralto, como explica o diretor financeiro, Rezende Camilo. “Com a industrialização da atividade conseguimos triplicar o número de colaboradores, frota, maquinário e, também, de estrutura física. Posteriormente abrimos uma filial em Taquaralto, também com incentivo fiscal, e, graças a isso, já adquirimos um terreno de 5 mil metros quadrados para ampliar a indústria. Até o fim deste ano, esperamos chegar a 100 colaboradores”.

As empresas beneficiadas obtêm redução da carga tributária do Imposto Sobre as Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS). A política de incentivos é voltada para indústrias em geral, indústria do pescado, indústria da pecuária e agroindústrias.

O incentivo possibilitou que uma empresa de produtos ópticos também expandisse a atividade no Tocantins, passando de um centro de distribuição à indústria. Através da fábrica no Tocantins, a empresa produz e distribui óculos para todos os estados brasileiros e países do Mercosul. “Com o incentivo do Pró-Indústria a Kenerson tem investido em novas tecnologias e parcerias para treinar novos colaboradores e, também com esse incentivo, a empresa tem conseguido investir em novos equipamentos e inovação para nossos produtos”, destacou a diretora industrial, Gicélia Santana.

A empresa conta com um quadro de mais de 400 colaboradores e busca, agora, recrutar e treinar novos funcionários para um projeto de ampliação da unidade fabril que vai atender a uma nova linha de produção de óculos.

O crescimento da empresa tem impactado positivamente na vida de centenas de trabalhadores que conseguiram um posto de trabalho na indústria, como o caso de Débora Souza Ramalho, que começou trabalhando em cargos operacionais e hoje é líder de produção. “Conheci a Kenerson através do Projeto Pescar, que qualifica jovens para o mercado de trabalho. Após um ano de curso consegui o trabalho. Já atuei em três áreas diferentes até chegar ao cargo de líder de produção, onde gerencio pessoas. Sou muito orgulhosa em fazer parte da equipe. Esse trabalho mudou minha trajetória pessoal porque, inicialmente, vim em busca de experiência e acabei me efetivando”, afirmou.

Atualmente, o setor industrial emprega 23.474 trabalhadores no Tocantins, o que corresponde a 10,45% do total de trabalhadores formais no estado. De acordo com o balanço divulgado pelo Ministério do Trabalho, através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), no último dia 27 de abril, o Tocantins fechou o primeiro trimestre deste ano com um saldo positivo na geração de empregos formais no setor da Indústria, com 2.729 admissões, contra 2.429 desligamentos, gerando um saldo de 300 novos postos formais de trabalho.

“Esses casos de sucesso são replicados a cada novo incentivo concedido pelo CDE, criando, assim, uma corrente de geração de emprego e renda e de impulsionamento da economia de nosso estado. Estamos dinamizando a atuação do CDE, com reuniões mensais, para dar celeridade ao processo de instalação de novas empresas no estado, além de ampliação e modernização dos parques industriais”, concluiu o secretário Carlos Humberto Lima.

Créditos da foto: Banco de Imagens

Adenauer Cunha/Governo do Tocantins

Facebook
Twitter
WhatsApp