Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

As ocorrências foram atendidas em Sampaio, no extremo norte do Tocantins, e em Formoso do Araguaia, sul do estado, em ambos os casos as vítimas eram crianças.

 

 

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros Militar atenderam duas ocorrências de afogamentos no final de semana, com dois óbitos, sendo duas crianças. Os episódios só reforçam o quanto é importante que adultos estejam por perto quando se tratar de lazer na água envolvendo menores.

O primeiro chamado ocorreu na cidade de Sampaio, no extremo norte do estado, que está às margens do Rio Tocantins. O atendimento foi feito pela Companhia de Bombeiros Militar de Araguatins, cerca de 50 quilômetros de distância. O afogamento ocorreu por volta das 15h30, deste sábado, 17, quando a família da vítima estava numa ilha, localizada em frente ao cais do porto.

 

A família relatou aos bombeiros militares que a vítima, de dez anos de idade, brincava com outras crianças na beira da ilha. Em determinado momento, os pais perceberam a ausência de E. M. S. B., e iniciaram buscas nas redondezas. Contudo, um dos amiguinhos relatou que a vítima estava fazendo mergulhos no local onde tomavam banho.

 

De imediato, vários mergulhos foram realizados pelos parentes da criança. Mas sem sucesso.

 

Os bombeiros militares chegaram em seguida, iniciando as ações com mergulhos livres nos locais próximos de onde E. M., estava brincando. O corpo da vítima foi encontrado cerca de 40 minutos depois, já por volta das 18h30, a uma distância de dez metros da margem da ilha, a cerca de quatro metros de profundidade.

Rio Javaés

 

No domingo, 18, o segundo afogamento do final de semana ocorreu no Rio Javaés. A família da vítima pescava numa propriedade localizada no Assentamento Lagoa da Onça, no município de Formoso do Araguaia.

 

Os bombeiros militares do 3º Batalhão, em Gurupi, foram acionados por familiares para o atendimento. Segundo relataram, o garoto tinha 10 anos e estava pescando junto com os demais integrantes da família, quando desapareceu.

 

Inicialmente, suspeitava-se de que ele havia se perdido no matagal. Porém, mais tarde, constatou-se que a vítima teria escorregado do barranco e caído no rio. O corpo já foi localizado e resgatado pelos mergulhadores do CBMTO.

Os dois casos elevam os índices de afogamentos a 67 óbitos, no Tocantins. Entre os dados levantados pelo CBMTO, constam que 12% das vítimas são crianças, 67% dos afogamentos foram em rios, 19% estavam pescando e 26% estavam em acampamentos.

 

Crédito: Divulgação/CBMTO

Luiz Henrique Machado/Governo do Tocantins

 

 

Anúncios

Recentes