Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Em 2022 foram registradas sete mortes pela doença e um aumento de 425% no número de casos confirmados.

 

No sábado, 26, é celebrado o Dia Nacional de Combate à Dengue, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) chama a atenção para a importância da mobilização e a participação da população no controle e na promoção de ações voltadas para o combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor transmissor das arboviroses dengue, chikungunya e zika.

Dados da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), da SES-TO, apontam que o Estado do Tocantins registrou um aumento de 444% de casos prováveis de dengue em 2022 (20.791), se comparado com o ano de 2021 (3.822). Já para o número de casos notificados os números são ainda mais alarmantes: o aumento de 2021 para 2022 é de 455%, sendo registrados 7.727 casos notificados no ano de 2021 e 42.877 em 2022.

Para os casos confirmados o cenário não muda. Em 2021 foram registrados 3.617 e, até o momento em 2022 o número saltou para 19.002, um aumento de 425% de um ano para o outro. Sete óbitos foram confirmados no Tocantins em 2022, sendo nos municípios de Carmolândia, Dois Irmãos, Dueré, Gurupi, Pedro Afonso, Recursolândia e Tocantinópolis, e um óbito em investigação na cidade de Porto Nacional.

“Os agravos ocasionados pelo mosquito Aedes aegypti, que inclusive são totalmente evitáveis com cuidados básicos e a eliminação do vetor, ajudam a superlotar as unidades hospitalares e causam danos graves à nossa população e, consequentemente ao Sistema Único de Saúde, com o aumento da demanda de leitos, medicamentos, custos, entre outros. Precisamos da ajuda de toda a população para que com ações simples possamos vencer essa luta”, enfatizou a superintendente de Vigilância em Saúde da SES-TO, Perciliana Bezerra.

Durante todo o ano, em conjunto com os 139 municípios tocantinenses, a Gerência Estadual de Vigilância das Arboviroses realizou diversas para o combate e controle do Aedes aegypti como: realização de assessorias técnicas integradas (on-line e presenciais) aos municípios tocantinenses voltadas às ações de vigilância, prevenção e controle das arboviroses; realização de reunião técnica regionalizada com os coordenadores municipais da vigilância epidemiológica, da atenção primária e do controle vetorial para ações de promoção, prevenção e controle das arboviroses; realização de videoconferência específica para tratar sobre o Plano Municipal de Contingência para Prevenção e Controle das Arboviroses Urbanas; além da realização de reunião de planejamento da Sala Estadual de Combate ao Aedes, com o objetivo de promover e fortalecer ações integradas, contínuas e estratégicas voltadas à prevenção e controle da chikungunya, dengue e Zika, entre outras ações.

Para além disso, o Estado do Tocantins, com o objetivo de dar mais visibilidade às ações de combate à dengue, decidiu realizar uma semana inteira de mobilização, que ocorrerá na próxima semana, de 28 de novembro a 02 de dezembro.

Mariana Ferreira/Governo do Tocantins

 

                                                              

Anúncios

Recentes