Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Estados do Norte, Centro-Oeste, Maranhão, Piauí e Bahia enviaram representantes para os dois dias de evento na Capital Federal.

 

As ações em torno da prevenção e combate aos Incêndios Florestais e às queimadas ilegais no decorrer de 2021, foram tema do evento Debriefing da Operação Guardiões do Bioma, em Brasília – DF. Ocorreu durante os dias 22 e 23, com representantes dos estados onde há os biomas cerrado, amazônico e pantanal, a exemplo dos que integram o Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Na parte final do evento se passou a discutir sobre as ações da Operação para o ano de 2022.

 

O evento teve representantes do Corpo de Bombeiros do Tocantins, com o major Alex Matos Fernandes, diretor-executivo da Defesa Civil estadual, e do capitão Hallin, representando  a Polícia Militar do Tocantins e o Batalhão de Polícia Militar Ambiental.

 

A Operação Guardiões do Bioma foi lançada em julho de 2021, e finalizou o período combatendo 18.364 incêndios florestais nos 11 estados dos biomas Amazônico, Cerrado e Pantanal, com investimento de R$ 10.198.500,00.

 

No Tocantins, 2.174 focos foram combatidos pelo Corpo de Bombeiros Militar e Defesa Civil Estadual durante agosto e novembro, sendo lavrados 54 autos de infração, que geraram R$ 1.906.163,00  em multas, aplicadas pela Polícia Militar, por meio do  Batalhão da Polícia Militar Ambiental.

O Guardiões do Bioma é um projeto encabeçado pela Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), do Ministério da Justiça. A Operação conta com apoio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), por meio da Força Nacional de Segurança Pública.

No Debriefing, as ações realizadas em 2021 estiveram no foco, com os relatos de experiências, os pontos fortes e pontos que necessitam de ajustes.

Para 2022, os participantes focaram no planejamento das ações, da busca por recursos financeiros e de materiais para a Operação, além de estratégias a serem adotadas para mais eficiência na Operação, trazendo assim, um melhor resultado na Proteção dos Biomas.

As discussões e as parcerias ainda tiveram representantes dos Corpos de Bombeiros convidados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul, além da Liga Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares (LIGABOM).

Crédito: Divulgação/CBMTO

 

 

 

Anúncios

Recentes