Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Saídas coincidem com prazo para desincompatibilização de diversas funções públicas para quem pretende disputar uma vaga nas Eleições de 2022. Substitutos ainda não foram indicados.

 

Três secretários do governo de Wanderlei Barbosa pediram exoneração dos cargos nesta semana. As saídas foram de Lázaro Botelho, Otoniel Andrade e do deputado Ricardo Ayres (PSB). As exonerações foram feitas a pedido deles e publicadas nos diários de quinta-feira (31) e sexta-feira (1°). Substitutos não foram nomeados.

 

As saídas foram nas seguintes secretarias extraordinárias, ligadas à Secretaria Executiva da Governadoria.

 

  • Secretaria Extraordinária de Ações Estratégicas – Lázaro Botelho Martins
  • Secretaria Extraordinária de Políticas de Governo Descentralizada – Otoniel Andrade Costa
  • Secretaria Extraordinária de Parcerias Público-Privadas – Ricardo Ayres de Carvalho

 

O mais antigo dos três era Otoniel Andrade.que assumiu o cargo no inicio de 2021,ainda no governo Carlesse – que renunciou em março durante processo de impeachment. O ex-deputado federal Lázaro Botelho estava no cargo desde o fim de  2021, quando Wanderlei assumiu o cargo provisoriamente e promoveu uma reforma administrativa.

O mais recente no governo era Ricardo Ayres, que assumiu o cargo em Fevereiro deste ano.

As saídas coincidem com o prazo para desincompatibilização de diversas funçôes públicas,  entre elas secretário de estado, para quem pretende disputar uma vaga nas Eleições de 2022.

Anúncios

Recentes