Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

A Reunião dos Estados membros do Consórcio Amazônia Legal alinha organização da delegação da Amazônia Legal Brasileira que vai representar o país na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas no Egito.

 

 

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) do Tocantins acompanha as reuniões do Consórcio Amazônia Legal, realizada no formato online, para os estados membros alinharem a organização das comitivas estaduais que irão representar o país, na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas – COP 27. Essa será a 27ª edição do evento que será realizada de 6 a 18 de novembro deste ano, em Sharm El Sheikh, Egito.

Nesta quarta-feira, 31, a interlocutora do Tocantins nessas reuniões e superintendente de Gestão e Políticas Públicas Ambientais da Semarh, Marli Santos, pontuou que na pauta do encontro desta semana foi realizada a apresentação do layout do evento, para familiarizar as delegações com a posição e espaço reservado aos estados membros do Consórcio no evento; os encaminhamentos do requerimento de despachos com o Itamaraty, Ministério do Meio Ambiente (MMA) e parceiros; além de pontuar as informações que precisam ser confirmadas para evitar conflito entre as agendas de programações dos estados e do Governo Federal.

A superintendente Marli Santos comentou o estágio de preparação do alinhamento das definições e demandas do Tocantins para o evento. “O Tocantins está empenhado na definição da agenda do Estado na COP27. Nesta semana vamos alinhar com o governador as confirmações necessárias que vão subsidiar o planejamento do cronograma da delegação dos demais estados amazônicos”, comentou a superintendente.

Além do credenciamento junto ao Itamaraty da delegação do Estado, Marli Santos adianta que a Delegação do Tocantins estará no evento entre os dias 9 e 17 novembro. O Estado apresentou uma proposta inicial  de realizar cinco eventos e duas reuniões bilaterais, entre os dias 10 e 16 de novembro.

Neste momento estão em andamento os processos de mobilização das agendas de caráter regional na COP e das propostas para definição das agendas dos governadores com autoridades das organizações internacionais e nacionais, painéis temáticos, representação do setor privado e da sociedade civil e organismos internacionais.

COP27

 

É a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2022. Um momento decisivo na luta contra as mudanças climáticas. A ciência estabeleceu, sem sombra de dúvida, que a janela para ação está se fechando rapidamente. Em novembro de 2022, o Egito sediará a 27ª Conferência das Partes da UNFCCC (COP27) em Sharm El-Sheikh, com o objetivo de aproveitar os sucessos anteriores e preparar o caminho para ambições futuras.

O Egito assume a presidência da COP 27 com um claro reconhecimento da gravidade do desafio climático global e valorização do valor da ação multilateral, coletiva e concertada como o único meio de enfrentar essa ameaça verdadeiramente global. De acordo com a organização da COP27, o objetivo geral da 27ª edição é alcançar resultados de redução das emissões dos gases de efeito estufa –GEE de forma inclusiva e com base em regras ambiciosas, consistentes com o desafio baseado na ciência, sendo guiados em acordos, decisões, promessas e compromissos já realizados na RIO 1992, Glasgow 2021 e diversas outras conferências realizadas.

O presidente da COP27 no Egito, Abdel Fattah El Sisi, afirma “Acredito profundamente que a COP27 é uma oportunidade de mostrar a unidade contra uma ameaça existencial que só podemos superar por meio de ação concertada e implementação efetiva”, que destaca o slogan Juntos para implementação e a #JustAndAmbitious que leva ao perfil de uma rede social da conferência.

 

Cleide Veloso/Governo do Tocantins

Anúncios

Recentes