Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Investigado se apresentou na sede da Polícia Federal em Palmas e será levado para CPPP. Outros três suspeitos foram presos suspeitos de envolvimento com o tráfico para países da América Central.

 

O suspeito de comandar uma quadrilha que adaptava aviões para o tráfico internacional de drogas se apresentou nesta segunda-feira (4) à Polícia Federal em Palmas. Cleanto Carlos de Oliveira prestou depoimento na sede da PF durante a manhã e foi encaminhado ao IML. Depois será enviado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas(CPPP).

 

Cleanto mora em Palmas, mas não tinha sido encontrado em seu endereço e era considerado foragido. Naquela ocasião a defesa dele informou que estava tomando conhecimento das investigações, mas disse que ele refuta todas as acusações.

 

O grupo criminoso foi alvo da Polícia Federal durante a operação Tuup, que teve mandadps cumpridos na última quinta-feira (31-03-2022). Outros três suspeitos presos na semana passada tiveram as prisões mantidas pela Justiça Federal e seguem na CPP de Palmas.

Durante a operação os agentes da PF apenderam dinheiro, veículos e uma aeronave que estaria sendo preparada pelos suspeitos.

Segundo a investigação da PF, o grupo trabalhava como freelance fazendo o transporte de drogas para outras quadrilhas de traficantes.Eles passavam cerca de um ano preparando as aeronaves para as viagens. Depois partiam para países da América Central como a Guatemala e Belize.

As viagens eram feitas de forma clandestina sem qualquer registro ou plano de voo, para evitar suspeitas. Isso causava sérios riscos para a segurança do tráfego aéreo. Em alguns casos as aeronaves foram queimadas após as entregas para evitar suspeitas.

A operação

A operação Tuup foi deflagrada pela polícia federal para cumprir 28 mandados judiciais emitidos pela a 4ª Vara da Justiça Federal do Tocantins. São seis de prisão preventiva, sete de prisão temporária e 14 ordens de busca e apreensão no Tocantins e mais sete estados.

Os mandados foram cumpridos no Pará, Ceará, Goiás, Mato Grosso, São Paulo e Santa Catarina. Durante a manhã três investigados foram presos em Porangatu (GO) e os  agentes da PF apreenderam R$ 82 mil na casa de piloto em Sorocaba (SP). O dinheiro estava escondido dentro de uma panela.

Os presos podem responder pelos crimes de associação ao tráfico, tráfico internacional de drogas e financiamento ao tráfico, além de atentado à segurança do transporte aéreo.

Anúncios

Recentes