Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Formação será realizada na próxima semana, de 21 a 25, em 35 escolas de dez Diretorias Regionais de Educação.

 

 

 

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realiza na próxima semana, de 21 a 25, nas escolas que aderiram aos Programas Tempo de Aprender e Brasil na Escola, as avaliações formativas que visam apoiar as escolas e elevar a qualidade do ensino. Essas avaliações servirão de base para que a escola possa rever sua prática pedagógica com base nos dados obtidos e traçar novas ações para o próximo ano letivo.

Atualmente, no Tocantins são contempladas com o Programa Brasil na Escola 26 unidades escolares, destas, cinco são indígenas, em dez Diretorias Regionais de Educação (DREs), impactando diretamente 4.319 estudantes do 6º ao 9º ano.

Já o Programa Tempo de Aprender, criado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), por meio da Secretaria de Alfabetização (Sealf), a partir das diretrizes da Política Nacional de Alfabetização (PNA), é destinado aos estudantes do último ano da pré-escola e do 1º e 2º ano do ensino fundamental, e atende nove escolas da rede estadual, com o objetivo de melhorar a qualidade da alfabetização.

Conforme explica a gerente de Ensino Fundamental da Seduc, Liliane de Oliveira, “essa ação visa assegurar a permanência, as aprendizagens e a progressão escolar com equidade e na idade certa dos estudantes dos anos iniciais e finais do ensino fundamental”.

A aluna do 6º ano do ensino fundamental do Colégio Estadual Antônio Carlos França, de Ponte Alta do Bom Jesus, Luciane Albuquerque Guedes, relata: “nas aulas de monitoria consigo aprender mais, o monitor faz acompanhamento do meu lado e assim consigo entender o que muitas vezes não entendo em sala de aula. Estou gostando muito das aulas com o monitor”.

O diretor do Colégio Estadual Antônio Carlos França, Custódio Freire Filho, também aponta melhoria na aprendizagem desde que sua escola passou a fazer parte do Programa Brasil na Escola. “Diante do grande impacto negativo que a covid-19 trouxe para a educação do Brasil, o programa nos ajudou com os estudantes que apresentavam dificuldades nos componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática. Fomos auxiliados com aulas de reforço ministradas por monitores voluntários, ação desenvolvida pelo programa, e com isso estamos mitigando os prejuízos deixados pelo período em que os estudantes estiveram fora da escola de forma presencial”.

Programas

O Programa Brasil na Escola (PBE) foi instituído pela Portaria nº 177, de 30 de março de 2021, com o objetivo induzir inovações e estratégias para assegurar a permanência e aprendizagem dos estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental, apoiando a execução das metas 2 e 7 do Plano Nacional de Educação (PNE) e terá duração de dois anos.

Programa Tempo de Aprender, que representa uma das estratégias vinculadas à Secretaria de Alfabetização do Ministério da Educação (MEC), em atendimento à Política Nacional de Alfabetização (PNA) foi instituído pela Portaria nº 280, de 19 de fevereiro de 2020. O Programa propõe um conjunto de ações estruturadas em quatro eixos: Eixo 1 – Formação continuada de profissionais da alfabetização; Eixo 2 – Apoio pedagógico e gerencial para a alfabetização; Eixo 3 – Aprimoramento das avaliações da alfabetização e Eixo 4 – Valorização dos profissionais da alfabetização.

 

Lenna Borges/Governo do Tocantins

Anúncios

Recentes