Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Os homens presos hoje foram condenados pela morte do caminhoneiro na cidade de Silvanópolis.

 

 

Três homens com idades entre 29, 26 e 30 anos, condenados a uma pena de mais de 13 anos de reclusão, por homicídio qualificado, praticado contra um caminhoneiro, na cidade de Silvanópolis, no ano de 2019, foram presos pela Polícia Civil do Tocantins, por meio de ação realizada pela 7ª Divisão Especializada de Combate ao Crime Organizado (7ª DEIC), de Porto  Tocantins na manhã desta terça-feira, 13 naquela cidade.

Comandada pelo delegado Wagner Rayelly Pereira Siqueira as ações, que resultaram nas prisões dos três indivíduos fazem parte da operação Krampus II, que está sendo realizada pela s equipes da 7ª DEIC ao longo da corrente semana e tem por objetivo dar cumprimento a mandados de prisão em aberto e combater o tráfico de drogas, na cidade de Porto Nacional e região.

De acordo com a autoridade policial, as prisões foram decorrentes de mandados expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Porto Nacional e são definitivas, pois decorrem de decisões condenatórias já transitadas em julgado.

Primeira prisão

O primeiro homem, de 29 anos, foi preso no final da manhã de hoje, quando estava em uma residência na cidade de Porto Nacional. Na ocasião, ele não esboçou reação e foi conduzido a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Porto e, após os procedimentos legais cabíveis, recolhido à Unidade Penal daquela cidade.

Mais duas prisões

Com a intensificação das ações, outra equipe da 7ª DEIC foi até o município vizinho de Silvanópolis, onde efetuaram as prisões dos outros dois condenados da justiça pelo mesmo crime. Após os procedimentos legais cabíveis, realizados na Central de Atendimentos da Polícia Civil em Porto Nacional, os dois indivíduos também foram encaminhados à Unidade Penal de Porto Nacional, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário, local onde, juntamente com o outro comparsa dará início ao cumprimento da pena a qual foi condenado.

O crime

O crime ocorreu em 2019, na cidade de Silvanópolis/TO, e teve grande repercussão à época, pois a vítima, um caminhoneiro, Stênio Henrique Oliveira foi morto a golpes de faca, machado e também pedradas por três indivíduos, após um suposto desentendimento em uma festa de carnaval, que era realizada na cidade.

Governo do Estado do Tocantins

Anúncios

Recentes