Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp

Pacientes atendidos festejam a chegada e aprovam qualidade dos equipamentos recebidos.

 

 

 

“Estamos muito felizes com a chegada da cadeira. Vai facilitar muito o nosso dia a dia, pois ela anda poucos passos e já precisa de ajuda, com a cadeira, terá mais independência  e eu descanso”. A declaração é da dona de casa Iolanda Santos, filha da aposentada Amália Maria Santos, 75 anos, que desde 2016 tem dificuldades para locomoção, que se agravou após a quebra do fêmur, há cerca de dois anos.

Amália é uma das pessoas contempladas com as cadeiras de rodas, adquiridas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO). A Pasta comprou mais de dois mil itens e do total já foram entregues 246 cadeiras de banho (no final de 2022) e nesta semana iniciou-se a distribuição de cadeiras tipo padrão, para pacientes adultos.

A entrega foi realizada no Serviço Especializado em Reabilitação (SER), na cidade de Porto Nacional. “Aqui são mais de 300 pacientes atendidos com cadeiras de rodas, na região de saúde Amor Perfeito e nesta remessa atenderemos 90. Esta semana distribuímos 20 unidades e ficamos felizes em ver a alegria de cada paciente atendido”, afirmou a assistente social do SER, Edinan Cardoso Amaral.

Entre os pacientes atendidos está João de Olino Pereira, morador de Porto Nacional, cadeirante há 25 anos. “Eu estava na torcida para que as cadeiras chegassem logo, porque no tempo em que faltou eu tive dificuldades para conseguir adquirir o equipamento. Estou feliz, gostei muito da qualidade da nova e agora já posso abandonar esta cadeira velha que já estava me machucando”, destacou.

Para o secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva, “proporcionar a alegria, o conforto e uma qualidade de vida melhor para a população nos deixa felizes e nos motiva a seguir buscando meios de fazer uma saúde pública digna. Já estamos trabalhando em novas licitações, para que o atendimento a estas pessoas seja continuado e não haja mais desabastecimento destes equipamentos, bem como as bolsas de colostomia que também já iniciamos a distribuição”, enfatizou o gestor.

Por falar em bolsa de colostomia, na sexta-feira, 13, a aposentada Júlia Lima, foi ao SER, buscar as suas e se disse feliz. Ela estava acompanhada do filho Sebastião Lima, o qual afirmou que: “achei bom que as bolsas chegaram. Em todo o tempo que faltou aqui, tivemos que comprar e as mais baratas que achávamos eram a 150 reais, em Palmas e ainda tinha que pagar 25 reais de frete. Agora podemos usar este dinheiro para outras coisas como alimentação melhor para ela”.

 

Aldenes Lima/Governo do Tocantins

 

                                                              

 

Anúncios

Recentes