Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Polícia Civil cumpriu mandados de prisão preventiva contra dois homens de 18 e 26 anos. Investigações para apurar o crime ainda vão continuar.

 

 

Os dois principais suspeitos pela morte da ex-radialista de Miracema Sara de Jesus Silva, de 19 anos, foram presos nesta sexta-feira (23), em cumprimento a mandados de prisão preventiva. Um dos suspeitos, de 26 anos, foi capturado em Colméia e o outro, de 18 anos, estava em Miracema do Tocantins.

O corpo de Sara foi encontrado boiando no Rio Providência, em Miracema, no dia 24 de abril. Ela tinha saído de casa há 15 dias e estava desaparecida. Quando foi localizado, o corpo estava vestindo apenas camisa e calcinha e tinha três marca de tiros.

Segundo a Polícia Civil, a investigação apontou os dois homens como autores do assassinato da ex-radialista e o delegado Clecyws Antônio de Castro Alves pediu pela prisão na 1ª Vara Criminal de Miracema.

Um dos suspeitos foi levado para a Cadeia Pública de Colméia e o outro para a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Miracema, seguindo depois dos procedimentos para a cadeia local. A possível motivação para o crime não foi informada.

Relembre o caso

 

Sara ficou 15 dias desaparecida e seu corpo foi encontrado no Rio Providência, em Miracema. Ela foi levada para o IML de Palmas e a identificação foi feita pela mãe, a auxiliar de serviços gerais Maria Ederes de Jesus Silva, no dia 4 de maio deste ano.

Na época, a mãe da vítima relatou que a filha saiu de casa com dois amigos. Também contou que Sara tinha planejado se mudar para Palmas com o objetivo de arrumar um emprego. Ela trabalhava em uma rádio e era muito conhecida na cidade, mas que havia mudado o comportamento nos últimos meses. A mãe suspeitava que a filha estaria usando drogas.

O corpo foi identificado com base nos dados morfológicos encontrados durante exames necroscópicos e na análise do prontuário odontológico.

Nesta sexta-feira (23), a Polícia Civil informou ainda que as investigações ainda vão continuar para mais esclarecimentos e somente depois de finalizado o inquérito será enviado à Justiça.

Anúncios

Recentes