Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

 Intitulado “Toda Vida Importa: estratégias de prevenção ao suicídio de crianças e adolescentes”, o encontro foi promovido de forma integrada entre as gerências de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente e da Primeira Infância.

 

 

 

Em alusão à campanha Setembro Amarelo, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça realizou nesta terça-feira, 20, a palestra on-line “Toda Vida Importa: estratégias de prevenção ao suicídio de crianças e adolescentes”. A ação teve como público-alvo profissionais que atuam na Rede de Proteção desse público e contou com a participação de mais de 70 representantes de diversos municípios do Tocantins.

A palestra faz parte de uma ação continuada da Superintendência de Administração do Sistema de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente que vem ocorrendo desde 2020 para ofertar capacitações aos profissionais que atuam em todos os municípios do Estado, com foco na promoção e proteção dos direitos das crianças e adolescentes.

O superintendente da área, Claudemir Prevital, participou do evento e ressaltou a finalidade destas capacitações continuadas junto aos municípios. “Nós estamos ofertando essa palestra por se tratar de um tema de extrema relevância para quem atua com nossas crianças e adolescentes. Precisamos debater cada vez mais o assunto e traçar estratégias para o cuidado com a saúde mental dos nossos jovens”, disse.

Promovida de forma integrada pela Gerência de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente da Seciju, coordenada por Rejane Pereira, e Gerência de Promoção dos Direitos da Primeira Infância, por Andreia Seles, a palestra abordou temas como as causas do suicídio, assistência psicológica, a relação da problemática com as drogas, estratégias de prevenção e outros, além da importância da participação dos representantes municípios no combate e prevenção ao suicídio entre os jovens.

Para a psicóloga Jannaina Araújo, que ministrou o debate, a temática deve ser abordada durante todo o ano. “Nós vemos a importância de se falar sobre o suicídio, essa é uma questão de saúde pública, uma problemática social e de todos nós. Por isso precisamos discutir durante todo o ano, levar palestras em escolas, nos mantermos atentos a qualquer mudança de comportamento dos nossos jovens e fortalecer a rede de apoio, para que eles recebam um atendimento adequado”, reforçou.

 

 

Vitória Soares/Estado do Tocantins – 20.09.2022

Anúncios

Recentes